Nunca estudou sobre investimentos? Não tem problema. Saiba o que é preciso para começar a investir e como fazer isso.

Quando pensamos em investimento, logo nos vem a sensação de que é algo difícil e que só temos uma opção de o fazer: caderneta de poupança. Porém, investir requer apenas controle financeiro e um estudo prévio de qual opção de investimento existente no mercado é a melhor.

A seguir, vamos ver como fazer esse controle financeiro e saber quais as outras alternativas para se fazer investimento. Confira!

Invista para garantir o futuro

O investimento é uma forma de ter uma reserva de dinheiro para o futuro. Assim, todo mês uma parte do dinheiro que é recebido, ao invés de ser utilizado para compras supérfluas ou de ficar parado na conta é destinado à aplicação.

Dessa forma, se no futuro você precisar de uma quantia boa de dinheiro, seja para comprar uma casa, um carro, fazer uma viagem, abrir um negócio próprio ou pagar algum procedimento médico, você pode resgatar o investimento. Mas para isso, é preciso ter um bom planejamento financeiro.

Inicie pelo planejamento financeiro

O planejamento financeiro é necessário em todas as questões que são regidas pelo dinheiro, como uma viagem, a construção da casa nova, a compra de presentes no final do ano e um investimento. Para isso, é preciso definir metas e traçar estratégias. Começando por qual porcentagem do salário pode ser aplicada todo mês.

Para isso, é preciso analisar as receitas mensais. Separar o que é despesa fixa (aluguel, água, energia, condomínio e comida) e o que é despesa variável (saídas para jantar, lazer, viagem, entre outras). A partir disso, tem que verificar o quanto de cada uma dessas duas despesas pode ser economizado. É claro que a fixa tende a não ter muito como diminuir o que se gasta, mas a variável é possível reduzir bastante.

Assim, comece a aplicar todo mês. O ideal é fazer um investimento inicial que atinja um valor que você poderia viver sem trabalhar por seis meses. Ele pode ser feito em investimentos de fácil resgate, como fundos do Tesouro Direto, fundos DI, títulos do Tesouro Selic, entre outros. Após atingir a meta, é hora de fazer um investimento a longo prazo, que vai lhe render mais que esses outros que foram citados.

planejamento financeiroLeia mais: Os jogos eletrônicos estão crescendo, saiba como investir

Defina uma meta para poupar

Há dois tipos de pessoas, nesse caso, aquelas que recebem um salário fixo e as que recebem um salário que varia de acordo com o mês ou a época do ano. Dessa forma, para as pessoas da primeira situação é mais interessante definir um valor fixo mensal, como 200 reais, e se der, acrescente mais a essa meta.

Já para as pessoas que são autônomas e não tem um valor fixo mensal, o interessante é definir uma porcentagem, por exemplo, 10% ao mês. Assim, se em um mês o salário for de 1000 reais, 100 reais é para o investimento, mas se no próximo o valor recebido for de 1500 reais, 150 reais vai ser o valor para o investimento.

Porém, o mais importante é ter disciplina para cumprir essa meta todo mês. Só assim, o investimento trará resultados satisfatórios.

Saiba onde investir

Há muitas opções de onde investir, principalmente para quem nunca o fez e se sente inseguro. Confira algumas delas abaixo:

Tesouro Direto

O Tesouro Direto foi criado pelo Tesouro Nacional em parceria com a BM&FBovespa, no início do ano 2000. Basicamente, a forma de investimento acontece por meio da compra de títulos.

Como o Tesouro Nacional é, no caso, do Governo Federal, o dinheiro da compra dos títulos é usado para financiar o governo. Assim, ele pode executar suas políticas e garantir a prestação de serviços para todo o país.

E não se preocupe pensando que terá que investir muito, com apenas 30 reais já é possível começar. E ao comprar um título, o investidor tem um prazo para receber de volta o valor com o acréscimo de juros, que chega a ser maior que os praticados na poupança.

Caderneta de poupança

Para investir na poupança é preciso ir até uma agência bancária, munido com CPF, RG e comprovante de residência para abrir uma conta poupança. Depois disso, basta começar a depositar o dinheiro, pois o rendimento é mensal.

O valor inicial para a abertura da conta depende de cada instituição financeira. Além disso, há bancos em que a taxa de rendimento é maior que em outros, por isso é importante pesquisar primeiro.

Para resgatar o dinheiro também é simples, pois pode ser feito através do saque. Mas é preciso tomar cuidado, pois alguns bancos exigem que você deixe o dinheiro investido por um mês na conta antes de sacar, se não você que paga os juros para o banco.

investimentoNuConta

O investimento na NuConta também se encaixa no descrito anteriormente, mas resolvemos colocá-lo em um tópico à parte, pois o NuBank é um banco totalmente virtual e é um dos unicórnios brasileiros. Para começar a aplicar na NuConta, basta baixar o aplicativo do NuBank e depois criar a conta pelo próprio celular, sem precisar de muita burocracia ou fila.

As taxas desse investimento são um pouco maiores que as oferecidas pela caderneta de poupança, e é possível começar com qualquer valor. Sem contar que, você acompanha todo o rendimento do seu dinheiro pelo aplicativo.

Warren

Warren é um aplicativo de investimento que foi lançado em janeiro de 2017. Ele é muito simples de ser utilizado e conta com a ajuda de um robô que auxilia o usuário a escolher qual é a melhor forma de investimento. Sendo assim, há 4 tipos de investimentos, desde o que é feito para pessoas mais conservadoras até para quem gosta de arriscar mais.

A ideia é investir de forma descomplicada e divertida. Tirando a seriedade que o mercado de investimento aparenta ter.

Bitcoin

Esta é uma opção para quem gosta mais de arriscar. O Bitcoin é uma moeda virtual que cresceu muito nos últimos tempos e em alguns países, com o Japão, é possível utilizá-la para fazer compras em diversos estabelecimentos.

Essa moeda é gerada e fiscalizada por uma rede de transação, conhecida por Blockchain. Dessa forma, ela é segura e, no momento da criação desse texto, ela está custando R$24496,00.

Para fazer os investimentos é preciso criar uma conta em uma plataforma específica, chamada de exchanges, e comprar bitcoins inteiros ou frações da moeda. As plataformas brasileiras mais conhecidas são Mercado Bitcoin, Foxbit e Bitcointoyou.

Feito isso, é importante observar as variações da moeda. É possível tanto guardar as moedas, como depois de um certo aumento no valor investido ou quando você precisar, vendê-las.

Como se pode ver, as opções de investimentos são tanto para as pessoas que tem um perfil mais conservador e não querem perder dinheiro, como para quem gosta de arriscar mais. E é possível fazer isso, sem muito conhecimento de como funcionam as variações do mercado e com pouco dinheiro.

E você? Já pensou em investir? O que o deixou com mais receio?