Grandes ideias não valem muito até serem executadas. E, as melhores execuções podem fazer você perder dinheiro se não tiverem todos os seus registros legais providenciados. E, para isso, você precisa saber como registrar uma marca no INPI.

Imagine ter criado a startup do momento e ver seu talento e esforço desperdiçados ao perder o direito de usar a marca que você mesmo criou?

Pois saiba que isso pode acontecer. E, com a mesma facilidade, você pode garantir o direito de exclusividade e uso, bastando para isso, garantir este direito através do registro de sua marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o famoso INPI.

Esse foi outro grande ensinamento que adquiri durante estes últimos meses. E quem me ajudou imensamente foi o Rudinei Modezejewski, do e-marcas.

Nada mais natural do que trazê-lo até a nossa bancada virtual para, mais do que participar, dar uma aula completa sobre o tema. Não tenha dúvidas: o que você vai ouvir vai funcionar para toda a sua vida profissional. Foi um dos programas mais didáticos e completos que já levamos ao ar.

Isso porque, mais do que uma sigla com predileção pelas vogais, o INPI guarda segredos. Ou melhor, tem seus melindres. Conhecer os trâmites necessários para chegar até o Olimpo da aprovação final é o objetivo desta edição do @falafreela, o podcast do Carreirasolo.org e, claro, a meia hora mais valiosa do seu dia.

Faça agora o download ou dê o play logo abaixo! E não se esqueça: nosso feed ainda é o mesmo, no http://feeds.feedburner.com/FalaFreela

O que você vai saber após ouvir o #falafreela69

  • O mais importante no registro de sua marca é a pesquisa realizada antes, para enquadrá-la na classificação correta;
  • Algumas categorias de marca necessitam que o seu requerente tenha CNPJ, notadamente as que envolvem algum tipo de comércio;
  • Outras, ainda, vão necessitar de vocês registros e certificações especiais, como no caso de advogados, engenheiros e profissões do gênero;
  • Existem golpes que pessoas de má fé têm aplicado. Não pague boletos, pois o INPI não os envie;
  • E, claro, a melhor alternativa para registrar a sua marca é contratar os serviços do e-marcas.

Linkania

Apresentamos o livro “1001 invenções que mudaram o mundo. De rápida leitura é bem interessante quando o assunto é criação e registro de sua marca. Segundo sua sinopse:

“…você vai descobrir detalhes curiosos sobre alguns dos mais importantes inventos de todos os tempos, desde aqueles que ajudaram o homem a evoluir até os que simplesmente tornaram a vida mais prática. Da roda ao MP3, das ferramentas de pedra ao avião, este livro explora a história por trás de cada invenção e traça o caminho desde sua concepção até os mais recentes aprimoramentos. Escrito por uma equipe de historiadores, cientistas, designers e antropólogos, este guia vai agradar tanto quem deseja aprender sobre o desenvolvimento da ciência e da tecnologia quanto aos curiosos que adoram saber detalhes divertidos sobre o mundo que os cerca.”

O artigo E se alguém copiar a minha marca, também foi comentado. Ele complementa o programa oferecendo os passos iniciais para você agir se algo der errado em relação a marca que você tenha registrado.

Lembrando: você pode colaborar também publicando em nossa seção Linkania. Buscamos sempre por conteúdo diferenciado e relevante. É só fazer o Login com o facebook e começar a postar!

Participaram deste episódio

  • Mauro Amaral: editor-chefe do carreirasolo.org e Diretor de Criação da contemconteudo.com;
  • Carol Vigna-Marú: editora do carreirasolo.org, escritora, pintora, uber-nerd e lagartixa.org;
  • Rudinei Modezejewski: dono do e-marcas, especializado em Propriedade Industrial, com ênfase em marcas e domínios, atuando nessa área desde 1997, trabalha desde 2009 com Marketing Jurídico.

Ficha técnica do #falafreela69

  • Arte da Capa: Gisa Almeida. Sim, foi inspirado nas Viagens de Guliver, pois me pareceu que vivemos em meio a uma terra de gigantes.
  • Gravado em julho de 2012, e a vida é assim mesmo: gravamos vários e publicamos em qualquer ordem que nos venha à cabeça.
  • Você ouviu ao fundo: “L´Arrivé sur Lille”, “Mishegass”, “Come morning”, “Angry and dead again”, “La vie cotidienne”, “Flores de Libertad”, “Malando é Malandro e Mané é Mané”. Google it.

É isso turma, agora é aguardar os comentários de vocês. Lembrando que dúvidas interessantes virarão posts durante a semana. Então, caprichem!

zp8497586rq