Engajamento no trabalho, todo patrão quer, nem todos conseguem. Entretanto, engajamento não é só objeto de desejo só dos patrões. Funcionários também querem ser engajados, mas nem sempre o engajamento depende apenas deles, mas também da cultura da empresa onde trabalham. Esse é o caminho apontado por uma pesquisa que descobriu os países que têm os funcionários mais engajados e o porquê do engajamento.

A pesquisa foi conduzida no início de 2015 em 13 países pela Marcus Buckingham Company. Os participantes deveriam ordenar 8 afirmações como “eu entendo claramente o que se espera de mim no trabalho” e “eu sei que serei reconhecido por um trabalho excelente”. O Brasil ficou em terceiro lugar no ranking.

A análise dos dados revelou que o nível de engajamento e, consequentemente de produtividade, depende mais de aspectos que têm mais a ver com a satisfação pessoal do que com aspectos mais concretos como o salário.

No Brasil, verificou-se que era importante para o funcionário sentir que fazia parte de um time e que poderiam contar com os colegas. Mesmo havendo questões específicas de cada país, houve também aspectos comuns. Por exemplo, a sensação de que os funcionários podem usar suas qualidades pessoais no trabalho foi algo recorrente nos 13 países.

Ou seja, se você é um gestor, é preciso que você descubra o que motiva seus funcionários olhando além de questões práticas como salário ou horas de trabalho. Por outro lado, você enquanto funcionário precisa descobrir o que o motiva e o faz querer se engajar no seu trabalho ao invés do engajar-se no Facebook durante o expediente.

Pode parecer óbvio, mas a verdade é que nem sempre sabemos exatamente o que nos impulsiona para o engajamento. Seu trabalho atual te oferece o que você precisa para trabalhar na potência que você pode trabalhar ou está na hora de mudar de ares?

Os resultados valem também para quem é freelancer e trabalha em casa. Muitos freelancers entram nesse barco não porque tinham uma visão clara de que queriam ser freelancer, mas como obra do acaso. Assim, acabam ficando à deriva nesse barco, trabalhando, mas sem o engajamento que poderia levá-los a novos horizontes e ao verdadeiro sucesso profissional.

O segredo para manter a auto disciplina e o engajamento nos seus freelas também parece estar em outras áreas que não simplesmente a vantagem de trabalhar de casa ou fazer os próprios horários.

Enquanto você pensa, confira o ranking dos países com os funcionários mais engajados do mundo:

funcionarios_engajados