Quando começaram a conversar, Gentry Underwood (Mailbox) e Drew Huston (CEO da Dropbox) queriam apenas enxergar uma alternativa para integrar os dois serviços, como forma de melhorar o trabalhoso desafio de lidar com arquivos atachados no mundo móvel de smartphones e tablets.

Ao final desta série de conversas, Underwood teria vendido seu aplicativo, ainda em lista de espera, por 100 milhões. Você se pergunta por quê? Simples: ele soluciona um problema real na vida de quem depende da ferramenta mais antiga e ainda ativa da internet, o e-mail.

Gentry Underwood, o criador do MailBox. Foto: Wired.co.uk

Gentry Underwood, o criador do MailBox. Foto: Wired.co.uk

O Mailbox permite que você administre sua caixa de entrada de forma mais intuitiva e rápida, misturando conceitos de gestão de tarefas ao sonho dourado de todo mundo que recebe mais do que 20 mensagens por dia: a inbox zerada. O conceito é tão inovador quanto simples: são cinco zonas de importância e você joga as mensagens para cada uma delas apenas arrastando com “swypes” fortes ou fracos.

A melhor de todas é uma arrastadinha para a esquerda que faz um e-mail desaparecer temporariamente para ser lido depois, quando reaparece em sua caixa central no tempo que você determinar.

Vale a pena dar uma lida na entrevista que ele deu recentemente à Wired. E ficar de olho: suas ideias estão resolvendo as suas necessidades ou as necessidades do mundo inteiro?

Pode ser a diferença entre colocar no ar e dar certo.