cool_workspace

Tá, o ambiente descolado ajuda. Mas tem coisa muito mais importante.

 

Ter uma equipe produtiva não é sorte, nem depende só de cada profissional. O profissional independente ou até mesmo um gestor de uma grande empresa também podem contribuir para a boa produção de todos. Segundo Fernando Serra, diretor acadêmico do HSM e especialista em gestão do tempo, o ambiente de trabalho deve ser sempre um retrato claro de como a empresa espera que os funcionários se relacionem e produzam. “Projetar o ambiente de trabalho significa aproximar a equipe e conectá-los com os objetivos da empresa”, diz.

Confira então 6 dicas para driblar os ladrões da produtividade da sua equipe e aumentar seu desempenho:

1. Esteja aberto ao diálogo

Basicamente, seja simples na hora de comunicar o que você gostaria. Mantenha a paciência e fale quantas vezes forem necessárias para que a mensagem seja entendida. A empresa precisa estimular a livre comunicação, já que um dos fatores que mais motivam as pessoas é dar-lhes a chance de mostrar seu potencial. Forneça atualizações contínuas e claras sobre o objetivo das tarefas, incentivando a comunicação aberta e transparente.

2. Conheça o perfil de cada um

Gerenciar pessoas passa pela árdua missão de lidar, dentro de um mesmo setor, pessoas com personalidades, pensamentos e atitudes diferentes. Como gestor, você deve entender suas diferentes formas de trabalhar. Personalidades diferentes promovem a qualidade dos projetos e o crescimento profissional de todos os envolvidos, desde que todos estejam abertos ao

3. Estabeleça metas, expectativas e papéis

Forneça aos membros da sua equipe informações básicas e a visão estratégica por trás de cada projeto, atividade e tarefa. Bem informados, os colaboradores ficam mais motivados e se sentem mais envolvidos com os projetos e os objetivos da empresa. É fundamental que todos conheçam e entendam do que eles são parte e qual é seu papel dentro da organização.

4. Crie um espaço colaborativo

Seu ambiente de trabalho deve refletir a transparência da empresa. Uma maneira de fazer isso é fornecer espaços colaborativos abertos, onde os funcionários possam realizar reuniões informais e trocar ideias. Os novos escritórios do PayPal em Boston, por exemplo, não separam mais os funcionários por áreas de atuação. Todos trabalham de forma independente, mas no mesmo ambiente.

O COO do PayPal, David Chang, disse que projetou o escritório para incentivar o pensamento colaborativo. As mesas possuem rodinhas para facilitar o deslocamento e existem paredes que servem como quadro de ideias, onde todos os funcionários podem escrever.

5. Dê feedbacks em tempo real

Reconheça imediatamente e publicamente as realizações dos membros da sua equipe. Mas também aborde questões ou áreas que precisam ser melhoradas. Feedbacks de desempenho em tempo real geram confiança e permitem que os colaboradores saibam onde eles estão errando ou acertando.

6. Forneça ferramentas e infraestrutura que promovam a colaboração

Segundo o vice-presidente de operações da SAP América Latina, Fernando Lewis, ao longo da história, poucas tecnologias tiveram uma aceitação tão rápida entre as empresas, incluindo pequenas e médias, como a computação na nuvem.

Prova disso é a grande procura por um software para tarefas profissionais, como o Runrun.it, que consegue aumentar a produtividade de equipes inteiras em até 25% e ser o braço direito dos gestores.

Em uma pesquisa, 68% disseram que ele melhora o fluxo de trabalho e 47% disseram que 1) deixa as prioridades mais claras para os funcionários, 2) preserva o histórico das tarefas e capital intelectual da empresa, e 3) melhora o controle sobre o tempo investido nas tarefas, projetos e clientes. A vantagem competitiva que isso representa não é pequena. Teste, é grátis: http://runrun.it