Semana passada 50 investidores do Vale do Silício foram convidados a conhecer os projetos e pessoas à frente dos negócios digitais no Brasil.

Em meio a palestras, workshops e happy-hours, trouxeram impressões interessantes sobre, em tese, “o que falta” para as grandes ideias latinas decolarem.

Em um grande resumo, os gringos pontuaram seis gargalos:

1 – Os desenvolvedores são muito técnicos: o desenvolvedor nacional sabe tudo de código, mas tem dificuldade de relacionar seu talento ao lado “negócio” de seu empreendimento.

2 – Falta o capital para começar: essa todo mundo que já teve uma ideia, enfrentou. Segundo os visitantes estrangeiros, falta aqui uma linha de capital média (menos de US$ 100 mil) que muitas vezes faz nascer negócios de sucesso.

3 – Ainda não é trabalhado o conceito de “saída”: do outro lado da questão, é difícil para o investidor anjo planejar sua saída, uma vez que o negócio no qual investiu já amadureceu.

4 – Falta quem faça: segundo pesquisas recentes temos uma carência de 92 mil postos de trabalho em TI no país. Muitos projetos estacionam por falta de ter alguém que, em resumo, faça acontecer.

5 – Brasileiro não sabe falhar: por aqui o fracasso é visto como ponto final e não como ponto de melhoria.

6 – Casos de sucesso, onde estão? Faltam exemplos ao redor para estimular as futuras gerações

O IG fez uma cobertura completa do evento, que vale a leitura. Mas, e vocês, concordam com estes seis pontos?