O Linkedin é uma das redes sociais mais focadas e com retorno mais significativo por $real$ investido. Dados recentes apontam que os usuários da rede quando entram por lá estão a fim realmente de cumprir a missão básica do ambiente: fazer negócios.

Olha só que interessante: 1% dos usuários movimenta 26% dos acessos. E mais: a cada quatro pessoas que vêem o seu perfil, 3 você não conhece, ou seja, encontraram você por buscas focadas em suas habilidadades profissionais.

Some aí o fato de estamos falando de 200 milhões de usuários e você tem uma fórmula que, se não perfeita, é pelo menos altamente recomendada para aumentar a visibilidade de sua empresa. Nesse cenário, um detalhe o profissional independente ou pequeno empresário não pode deixar passar: a página da empresa.

Sei que já demos dicas aqui sobre como dar uma arredondada em seu perfil pessoal, mas o foco agora é em como transformar o perfil de sua empresa em uma máquina de vendas e divulgação de sua marca.

~> A primeira coisa é caprichar no visual da imagem principal. Sem gracinhas ou mensagens intrincadas demais nessa fase. Siga a receita clássica: seu logotipo ou recente tagline de produtos e serviços, assim como uma imagem ilustrativa já dão conta do recado.

Contém-Conteúdo--visão-geral---LinkedIn_600

~> Atenção ao “Sobre”: um dos erros mais clássicos é falar para o seu consumidor final. Como em nosso nicho, nossos clientes são normalmente empresas, a chance de dar uma escorregada é menor. Mas, não se esqueça: aqui você está falando com outras empresas. Portanto, vá direto ao ponto.

~> Compartilhe conteúdo: mesmo que você não produza muito conteúdo em seu dia a dia, acompanhe os grandes movimentos de seu negócio e poste por lá, ou em um grupo relacionado à sua empresa, discussões e provocações sobre os temas de sua área. Assim você se posiciona como um ponto de referência em seu campo de atuação. Vale o lembrete: evite ficar apenas colando links!

~> Fique de olho nos “insights”: a aba de análise do tráfego de sua página fornece importantes dados estatísticos para você bolar ações no Linkedin. É claro que, para alcançar volume de dados suficientes para serem avaliados, você precisa investir em visibilidade. Duas boas dicas é utilizar a rede como captação de mão-de-obra, publicando ofertas (reais!) de vaga em sua estrutura e a outra é promovendo alguns dos conteúdos pelo marketplace do próprio Linkedin.

Bom, em uma passada geral era isso. Alguém tem mais dicas? Complementem nos comentários!

zp8497586rq