Há marcas que surgem com a vocação para serem globais, outras nacionais e ainda há aquelas que são criadas para atuarem em uma pequena comunidade, um condomínio, um bairro e até uma rua.

Neste momento de país em crise, somos procurados por um novo perfil de cliente: São pequenos e micro empreendedores, normalmente individuais ou no máximo com dois sócios em busca de soluções para o desemprego, ou rendas complementares.

São pessoas comuns em busca de renda alternativa, como donas de casa que querem transformar seus dotes culinários em “congelados” ou brigadeiros, são amigas que querem transformar seus hobbies de artesanato em joias, cervejeiros artesanais de final de semana que querem montar um beer-truck, ou até profissionais liberais se reposicionando no mercado.

Temos também os médicos abrindo clínicas para trabalhar com convênios, engenheiros abrindo construtoras para pequenas reformas, administradores sendo consultores ou corretores de seguros, enfim cada um procurando soluções alternativas para a crise que estamos passando.

numbers-money-calculating-calculation

Este novo perfil de cliente também precisa construir sua marca, se identificar e se diferenciar.

Uma identidade visual, um cartão de vista, um site, embalagens, rótulos e alguns itens que fazem contato com seus públicos. Enfim, este cliente precisa de um projeto de branding proporcional ao negócio que está se iniciando.

Falar com o próprio e único dono e definir briefing do projeto passou a ser uma tarefa bem mais simples do que lidar com a burocracia de uma empresa, independente de seu porte; qualificar o público ficou bem mais simples pois vai atuar, pelo menos no início, em um ambiente de mercado muito similar ao do próprio dono: amigos, família, vizinhos, clube, condomínio, etc.; apresentar, discutir o projeto e definir as peças complementares também se torna bem mais rápido e descomplicado.

Este novo mercado exige um reposicionamento de todos, inclusive de nós designers. Qual será?

Nota do editor: este post nasceu de um comentário sobre este artigo aqui.