Muitas vezes escuto que um cliente ou amigo não vai pagar o INSS, a nossa previdência social, porque vai quebrar e não quer ficar no prejuízo justamente no fim da vida, vai sim fazer uma previdência privada pois assim terá controle da situação.

Tal controle é uma ilusão, amanhã você atende o celular e atravessa a rua distraído, é atropelado e pronto, tudo muda em sua vida…

Devo estar ouvindo a cerca de trinta anos que a previdência vai quebrar, e ela resiste bravamente. Ele não alimenta só a aposentadoria de um salário mínimo de milhões de brasileiros, mas também milhões de funcionários públicos, juízes, senadores, deputados, etc. Você acha que eles vão deixar morrer esse sistema?

A previdência sofreu diversas reformas, alterações, revisões, ela sempre muda para corrigir suas falhas e rombos financeiros, já esteve melhor e outras vezes pior do que se encontra agora.

Temos a vantagem do “efeito seguro”, se você é contribuinte e sofre um acidente ficando impossibilitado de trabalhar, passa a receber ao invés de contribuir até se recuperar, ou se não se recuperar o benefício vira uma aposentadoria com o tempo, e dura até o fim de sua vida.

Por outro lado se partir para a previdência privada, responda sinceramente: Quanto já guardou? Se sofrer o mesmo acidente quanto tempo esse dinheiro vai durar? Quanto vai precisar juntar para se aposentar? Quanto tempo isso vai demorar? Como você esta administrando esse dinheiro?

Se você não planejar, não responder essas perguntas, deixar tudo para depois, o depois pode ser tarde demais, pois com o tempo você acumula dinheiro, mas com dinheiro você não compra tempo.

aposentadochique