Anuncie produtos, venda suas criações e compartilhe conteúdo relevante na FreelaStore. Veja como participar.

Como montar minha tabela de preços de fotografia?

por Maria Claudia Ferrini

Segredo está em separar os custos fixos dos outros custos que seriam adicionais a cada trabalho produzido. [Saiba mais seguindo www.twitter.com/falafreela]

Para montar sua tabela de preços é preciso separar os custos fixos dos outros custos que seriam adicionais a cada trabalho produzido.
Para cada trabalho existe um tipo de custo e é muito importante antes de fazer um orçamento, que você entenda muito bem o que o cliente deseja para não “comer bola” e depois ter que tirar do seu lucro para cobrir eventuais prejuízos.

Os custos fixos são aqueles que independente do trabalho você terá todo mês: manutenção e desgaste da câmera fotográfica, equipamentos de iluminação, flash, pilhas, baterias, computador e etc.

Os custos adicionais entram na planilha de acordo com o tipo de trabalho. Vamos supor que você faça um orçamento para uma festa de aniversário ou um casamento, o que é preciso saber: o local da festa, quantidade de horas trabalhadas (produção e pós produção), se o trabalho vai ser entregue em CD ou álbum e a quantidade de fotos etc. Esses ítens deverão estar especificados no orçamento para o entendimento do cliente e do valor que ele estará pagando. Normalmente, esse tipo de evento é cobrado por horas trabalhadas, mas isso não impede que se feche um pacote e cobre um valor pelo evento todo e não por horas.


Mod Holga 3


Creative Commons License
photo credit: angelo.goldthin

Não existe uma tabela de preços que esteja pronta para cada orçamento e é difícil colocar um preço final apesar de todos os ítens estarem descritos, pois sempre terá alguém que fará por um valor mais barato ou mais caro. Mas é muito importante que o fotógrafo tenha em mente que é preciso separar os custos fixos e adicionais além do seu lucro, pois só quem trabalha com fotografia sabe o quanto é caro comprar e manter seus equipamentos.

Valorize-se sempre e faça um preço justo. Trate o seu trabalho com seriedade e responsabilidade para sempre ter bons e fiéis clientes!


Maria Claudia Ferrini

Maria Claudia Ferrini

Fotógrafa profissional de moda, publicidade e retratos especializada pela Faculdade Senac de fotografia - SP. Bio| Envie sua dúvida

Portfolio RSS E-mail (Leia mais artigos desse autor)


  • http://www.fotosealbuns.com Thais

    Olá, voce tem algu metodo para calcular a depreciação dos equipamentos? Obrigada

  • Mª Claudia Ferrini

    Oi Thais!!

    O calculo é feito com base na manutenção do seu equipamento, exemplo: Se você leva sua câmera de tempos em tempos para limpar pode colocar o valor no orçamento, eventuais danos como: troca de pinos do sensor,troca de bateria, cartão de memória e etc pode colocar também. Pela assistência técnica de câmeras profissionais você consegue bases de valores desses serviços, ok?! ;)

Direto do @falafreela

Editores no Twitter