Conheça as características do livro Mindset e o que ele pode fazer por sua carreira

Mindset a nova psicologia do sucesso é com certeza um dos livros mais intrigantes que eu já li. E não é pra menos. Ele tem a capacidade de fazer você refletir com relação à sua forma de se posicionar com as pessoas, com as situações e com o mundo.

Muito interessante para diversos momentos da nossa vida, o livro é uma boa pedida para os empreendedores de plantão, aqueles que querem encontrar novas maneiras de lidar com as situações nos negócios.

Esse é o seu caso? Então fica por aqui! Nesse artigo vou contar um pouco sobre esse que é um dos melhores livros de empreendedorismo dos últimos anos, mas antes quero propor uma reflexão:

Você acha que as suas habilidades já nasceram com você e, portanto, são imutáveis ou acredita que o seu esforço pode trazer novas capacidades?

É com essa pergunta que inicio o texto de hoje!

O que é Mindset a nova psicologia do sucesso?

Mindset a nova psicologia do sucesso é um dos melhores livros de empreendedorismo dos últimos tempos.

Mas ele é também muito útil para educadores, pais, psicólogos e líderes. Se quer saber a verdade, ele é perfeito para todos nós e para as nossas reflexões sobre as diversas situações da vida.

De Carol S. Dweck, ph.D, professora da Universidade Stanford e especialista em motivação e sucesso, essa obra tem muito a nos ensinar.

Ao longo de décadas a autora fez pesquisas e desenvolveu a atitude mental chamada de mindset, que, segundo ela, é crucial para o sucesso.

Está curioso? Então fica por aqui! No próximo tópico vou contar um pouco sobre os dois mindsets criados por Carol. Com qual deles será que você se identifica?

Os dois mindsets

A autora definiu dois mindsets, o fixo e o de crescimento. Segundo ela, todas as pessoas possuem os dois, mas um é sempre mais marcante do que o outro.

Mesmo assim, um indivíduo de mindset de crescimento pode, em determinadas situações, ter um mindset fixo.

A ideia é que você esteja sempre em busca da mentalidade de crescimento e procure ao máximo eliminar a fixa. Para isso, Carol oferece algumas dicas bem interessantes, que envolvem inclusive bastante treino.

Quer saber mais? Então leia a seguir!

1 – Mindset fixo

O mindset fixo é aquele presente em pessoas que acreditam que as habilidades já nasceram com elas e, portanto, não se esforçam para melhorar. Da mesma forma, aquelas capacidades que elas não possuem também não necessitam de esforço porque nunca serão desenvolvidas.

Para Carol, a maioria das pessoas tem esse mindset, principalmente por questões culturais.

Pense comigo: quando crianças somos elogiados por nossa inteligência e agilidade, mas nunca pelo esforço que fizemos para chegar nessas habilidades. Já percebeu?

Mas não culpe os seus pais e nem os seus professores. Eles apenas queriam fazer elogios e reforçar um comportamento positivo. Até aí tudo bem.

Mas o que eles não sabiam é o quão prejudicial essa postura pode ter sido e o quanto os mindsets fixos em muitos adultos por aí são fruto das suas atitudes.

Pra deixar isso ainda mais intrigante, as pessoas com essa característica encontram desculpas para as falhas relacionadas às suas habilidades natas. Quando não atingem o objetivo em algo que são muito boas elas responsabilizam o tempo que estava chuvoso, a briga com a mãe, o pai ou o marido e o dia ruim que tiveram.

Nunca acham que não foram bem em uma prova porque não estudaram o suficiente ou que não ganharam um campeonato porque não se esforçaram ou que um trabalho não ficou legal porque não se aprofundaram naquele assunto.

A culpa é sempre de alguém. É uma espécie de “defesa” da pessoa com mindset fixo quando ela não corresponde às expectativas sobre suas habilidades.

Mas e aquilo que ainda não se tornou uma habilidade? Esquece! Isso nunca vai acontecer. Quem não é bom em matemática, quem não tem boa memória e quem não sabe jogar vôlei vai morrer assim. É por aí…

Mas e você? É muito bom em negociação, só que não conseguiu um desconto com aquele fornecedor, e agora?

– Na verdade estava em um dia ruim. Na próxima eu consigo sem precisar me esforçar muito, como sempre, ou…

– Sou mesmo incompetente. A única coisa que achei que fizesse bem na verdade não faço.

E essas são as alternativas para as pessoas de mindset fixo.

Você se identificou com elas? Não se assuste! A própria autora do livro passou a vida com um mindset fixo, mas finalmente conseguiu mudar de lado depois de muito treino e reflexão.

Mesmo assim Carol ainda apresenta características de mindset fixo, como todas as pessoas. Portanto, você não precisa entrar em desespero. Apenas tente, aos poucos, refletir sobre as suas atitudes e pensamentos sobre si mesmo e procure uma outra maneira de lidar com eles.

 

2 – Mindset de crescimento

As pessoas com mindset de crescimento acreditam que para conquistarem alguma coisa precisam se esforçar e se dedicar. Simples assim!

É claro que não é fácil trabalhar arduamente para atingir um objetivo. Ninguém disse que seria, só que isso não pode ser uma desculpa.

Aliás, essa é uma característica muito marcante no mindset fixo: a desculpa permeia tudo que a pessoa faz, justamente para não precisar se esforçar. A preocupação é se dedicar e ainda assim não atingir o resultado. Então é melhor ficar mesmo em uma zona de conforto!

Só que quando o objetivo é atingido a sensação de satisfação é realmente maravilhosa!

É por isso que as crianças precisam ser encorajadas. Para que elas possam ter um mindset de crescimento devem ser desafiadas e elogiadas pelo esforço e não por serem inteligentes e espertas.

Quando a criança fala que conseguiu algo por ser mais inteligente, você diz que na verdade ela conseguiu porque se esforçou para aprender e por isso está de parabéns, mas que não é melhor do que ninguém. É claro que os colegas também conseguiriam se tivessem se esforçado o suficiente.

O mindset de crescimento envolve humildade e não arrogância. É preciso ser humilde para se dedicar na busca de uma meta. O arrogante é aquele que acha que já nasceu sabendo e que é imbatível.

“Algumas pessoas gostariam que algo acontecesse. Algumas desejam que aconteça. E outras fazem acontecer”.

A frase é de Michael Jordan, um dos atletas mais brilhantes de todos os tempos, vencedor de diversas medalhas e considerado eternamente um grande herói por todos nós.

“Eu posso aceitar o fracasso. Todo mundo falha em alguma coisa. Mas eu não posso aceitar não tentar”. Essa é outra frase do nosso herói de mindset de crescimento.

Sim, fracassar é normal, ainda bem. Somos todos seres humanos e sempre vamos falhar, inclusive nos negócios.

O valor está nas tentativas e no aprendizado que essas situações podem proporcionar. Tentar e não conseguir êxito não quer dizer que somos fracassados, mas sim que estamos aprendendo com os erros para fazer melhor da próxima vez.

Sabe quem já fracassou? Steve Jobs, Walt Disney e até o Michael Jordan.

Você sabia que Oprah Winfrey ouviu que era imprópria para a TV? E por acaso algum programa teve mais audiência do que o dela? E o que essa surpreendente mulher representa para todos nós?

Pra deixar você ainda mais indignado, Steven Spielberg foi rejeitado três vezes na escola de cinema, Elvis Presley foi demitido depois da sua primeira apresentação, Stephen King recebeu 30 rejeições por Carrie (sim, foram muitas!) e o nosso herói Michael Jordan foi simplesmente cortado do time de basquete da escola.

Essas pessoas acreditam que o talento é nato? Se acreditassem teriam desistido, mas ao contrário, se mantiveram persistentes em seus sonhos, conseguiram realizá-los e ainda por cima deixaram importantes marcas no mundo!

Gostou do artigo sobre Mindset a nova psicologia do sucesso? Esse é realmente um dos melhores livros de empreendedorismo, pode apostar!

Tem algum outro que você leu e gostaria de compartilhar? Deixe aqui nos comentários.