Você já assistiu Suits? Ainda não? Então esse artigo vai instigar a sua curiosidade. Mas se já é um telespectador assíduo, então com certeza teve alguns insights e reflexões enquanto assistia essa que é uma das séries mais vistas de todos os tempos.

A ideia desse artigo é justamente propor essas reflexões, em especial para quem já tem ou pretende ter um negócio, afinal, a série é bastante voltada para esse público. Então aproveite a leitura, mas não deixe de dispor de algumas horinhas do seu dia para assistir Suits. Isso mesmo! Pode ter certeza de que dificilmente vai conseguir ver só um episódio por dia!

Mas afinal, o que é essa tão falada Suits?

Suits é uma série de televisão que foi ao ar com a primeira temporada em junho de 2011 no canal USA Network. Criada e escrita por Aaron Korsh, o mesmo que participou de Everybody Loves Raymond, uma série de comédia dos anos 90, Suits está na oitava temporada, mas as sete primeiras já podem ser vistas no Netflix.

Vamos agora entender um pouco mais sobre ela? A série gira em torno do protagonista Mike Ross, interpretado por Patrick J. Adams, que também participou da nova versão do filme O Bebê de Rosemary, protagonizado por Zoe Saldana.

Basicamente, o personagem não conseguiu terminar a faculdade por ter sido pego vendendo uma prova de matemática para ninguém menos que a filha do reitor. Com um cérebro brilhante e uma memória praticamente enciclopédica, ele começa a fazer provas para outras pessoas e vê nisso uma oportunidade de ganhar a vida.

Porém, mesmo deixando de lado o sonho de tirar o diploma em Direito, Mike acaba por ser contratado por Harvey Specter, um advogado muito reconhecido e famoso em Nova York, interpretado por Gabriel Macht, que também fez The Spirit – o filme.

Sua sorte mudou quando fez uma entrevista por acidente com Harvey, que ficou impressionado com o seu conhecimento das leis, sua inteligência e o seu desejo em se tornar advogado.

Ele decide então dar uma oportunidade ao rapaz e o contrata como associado na sua empresa. Para isso precisam tomar juntos a decisão de mentir sobre a formação de Mike, que para todos os efeitos teria um diploma de Harvard.

Suits mostra situações jurídicas repletas de seriedade, mas unidas a acontecimentos bastante hilários, o que a torna ainda mais interessante. Sua abordagem inovadora nunca antes vista em séries de televisão revela o cotidiano dentro do escritório, com as diferenças e rixas entre os personagens que lá trabalham. Ela coloca o ambiente corporativo sobre um outro ângulo, que envolve corrupção, ações de danos morais, problemas no setor imobiliário e a árdua luta de todo o elenco Suits para se manter no topo da carreira.

Mas se engana quem pensa que a série é voltada apenas para advogados. Na verdade, ela conquistou o mundo inteiro pela sua história envolvente, mas também pelas reflexões que é capaz de propor, especialmente para os empreendedores. Quer saber como Suits pode ajudar no seu negócio? Então leia o próximo tópico!

Como Suits pode ajudar no meu negócio?

1 – O esforço diário abre muitas portas

Harvey Specter é um líder bastante inusitado. Sabe por quê? Porque ele contratou Mike ao perceber que o rapaz era um profissional fora da curva e que poderia agregar valor para a sua empresa. Em nenhum momento considerou que o diploma é a única maneira de atingir a competência.

Sim, a educação tradicional diz que para ser advogado você precisa se formar em Direito. E ninguém é contra isso e muito menos aos méritos de quem se esforçou e conseguiu tirar o diploma.

Mas pense comigo: será que todos os profissionais precisam de um curso superior e de um MBA para crescer na vida?

Marck Zuckerberg abandonou Harvard, Steve Jobs fez apenas um semestre no Reed College, Bill Gates entrou em Harvard em 1973 e a abandonou em 1975, Michael Dell deixou a graduação em medicina e Silvio Santos nem sequer pisou em uma instituição de curso superior.

Mas é claro que eles não chegaram nessa posição sem esforço. Basta abrir o Google e pesquisar qualquer um desses nomes para ver quanta coisa inteligente e estratégica eles fizeram.

A dedicação e as horas de estudo podem ser colocadas em cursos online, pesquisas em livros e em artigos estratégicos, contatos com outros profissionais do ramo, participação em grupos à distância ou presenciais e muito mais.

Quantas pessoas estão na situação do protagonista Mike Ross e não possuem um curso superior, ou até possuem, mas em uma outra área, porém, nunca deixaram de estudar, de se inteirar e de entender sobre aquilo que são apaixonadas?

Fica a reflexão!

2 – A negociação é uma das armas do sucesso

Desde os primeiros episódios fica clara a capacidade especial de negociação de Harvey. Tirando algumas trapaças muito bem pensadas, ele consegue, por meio das suas habilidades, evitar que alguns casos cheguem aos tribunais, usando para isso a sua característica mais marcante: a negociação. E grande parte dos episódios gira em torno disso, o que é muito legal para os insights com relação ao nosso negócio.

3 – Ter aliados faz toda a diferença

Suits traz algumas reflexões com relação à importância de ter aliados e fazer laços profissionais com colegas de trabalho, funcionários e parceiros de negócios. Harvey e Mike, por exemplo, criam um grande vínculo profissional e de amizade, mesmo quando discordam. Eles aprendem um com o outro, ao ponto de não conseguirmos perceber quem é o aprendiz e quem é o mestre.

4 – O problema deve ser resolvido e ponto final

Em Suits novos problemas aparecem a cada episódio e, obviamente, a tentativa de solucioná-los é o que nos faz passar algumas horas assistindo a vários capítulos seguidos. Na série todas as dificuldades são resolvidas com muito aprendizado sobre os assuntos desconhecidos e também com a busca constante pelos melhores caminhos para a solução.

Suits deixa claro que o desperdício de tempo e de dinheiro não é uma opção e que cada profissional é responsável por resolver as situações, sem nunca desistir até que sejam solucionadas.

Agora que você já sabe mais sobre Suits, o que acha de começar agora mesmo a assistir a série?

Não é à toa que ela tem uma das maiores audiências da televisão. Inteligente, dinâmica, reflexiva, dramática e inesperada são os termos que me vêm à cabeça quando penso nos criativos episódios e no brilhante elenco Suits, que é capaz de nos deixar vidrados na tela, assistindo um episódio depois do outro!