Circulam rumores entre grandes empresas e veículos de comunicação que a Amazon pretende lançar um mercado para serviços gerais em escala local. Esta extensão da empresa multinacional de comércio eletrônico ainda não tem um nome, mas pretende oferecer desde serviços de babá a marido de aluguel, incluindo até animadores de festa e encanadores.

A gigante do comércio eletrônico pretende avaliar as demandas e logísticas do novo empreendimento antes de lança-lo em escala nacional. A ideia é promover o mercado da mesma maneira que se desenvolveu a Amazon Fresh, um serviço de entrega de alimentos que começou em Seattle e por ali permaneceu por anos de fase de testes até se expandir para São Francisco e Los Angeles.

Ambos os empreendimentos refletem o esforço da Amazon em oferecer serviços atrelados a cada um dos produtos vendidos em seu site. A empresa já começou os testes quando recentemente ofereceu serviços de instalação a usuários que compraram certa marca de termostatos.

Amazon quer resolver TUDO em sua vida. Será isso um bom negócio?

Amazon quer resolver TUDO em sua vida. Será isso um bom negócio?

A nova iniciativa deve terceirizar os serviços que pretende oferecer. Para garantir a credibilidade “de A-a-Z”, a empresa tem feito sondagens com algumas startups de São Francisco que oferecem serviços gerais, a fim de conhecer suas estratégias de venda e crescimento e não comprometer o alto padrão construído pela empresa em seus 20 anos de existência.

Uma das companhias contatadas é a Thumbtack, uma empresa que conseguiu levantar 49 milhões de dólares em investimentos e cuja função é intermediar consumidores e mais de 63 mil trabalhadores cadastrados.

Alguns analistas do setor estimam que o mercado de produtos para o lar e serviços domésticos representa pelo menos 250 bilhões de dólares em oportunidades. O site americano de dados de empreendimentos e negócios Angie’s List estima que este mercado gira em torno de 400 bilhões de dólares e inclui serviços de manutenção e controle de pragas e insetos.

A Amazon já havia se aventurado nos serviços locais quando lançou o Amazon Local, um serviço que reunia diversos tipos de ofertas-do-dia em seu portal. Similar ao Groupon e ao Peixe Urbano, este empreendimento – que teve limitado sucesso – teve a empresa LivingSocial como associada, por sua vez a principal responsável pelas ofertas em divulgação. Outro investimento em serviços locais feito por Jeff Bezos, o chefe executivo da Amazon, foi na pro.com, uma startup de Seattle que ajuda consumidores a encontrar serviços de reparos domésticos e avaliar seus custos.

O lançamento do novo e ainda não batizado serviço da Amazon está previsto para o fim do ano. Todas as informações levantadas até agora são boatos circulados por empregados ou pessoas ligadas à empresa, que, por afirmar categoricamente se tratar de informações verídicas e sigilosas, preferiram não se identificar.

E a sua opinião: acha que este serviço vingaria aqui no Brasil?