Mostre quanto tempo tem disponível e que desafios já superou em oportunidades semelhantes.

Diversos mercados têm se adaptado à nova realidade freelancer. Prova disso é que, muitas das vagas anunciadas em sites especializados já sinalizam termos como “oportunidade para um projeto” ou “vaga por tempo determinado”.

Os mais tradicionais até torcem o nariz. Mas, o fato é que empresas já despertaram sua atenção para modo de vida freelancer.

Nesse momento, surge a questão: o currículo que você entrega para uma vaga como essa é o mesmo utilizado em uma oportunidade, digamos, no modelo tradicional? Claro que não. O momento é a necessidade são outros. A empresa tem outra expectativa e se tomou a decisão de contratar temporariamente julga não ter estrutura para absorver o seu trabalho por muito mais tempo.

Para que seu porfólio ou currículo sejam avaliados com olhos mais atentos por parte de quem vai assinar o cheque ao final, avalie as dicas que relacionamos a seguir:

1. Sensibilize seu contrante ou cliente: abra sua apresentação mostrando-se um provedor de soluções e não mais um “funcionário do mês”;

2. Evidencie a experiência em projetos semelhantes: prepare alguns cases, tomando o cuidado de confrontar o antes e o depois do projeto;

3. Avise quanto quanto tempo tem disponível: além de mostrar organização perante o cliente-contratante, facilita na hora de alocar as horas em determinado projeto. Você pode fazer isso utilizando até mesmo Google Calendar.

4. Apresente os modelos de contratação com os quais você trabalha. Não bata pé em algum tratado de economia pessoal. Seja flexível e apresente soluções interessantes – tanto para a empresa quanto para você – , nos modelos “por escopo”, “por hora”, “por contrato de manutenção” e outras mais que inventar. É o momento de você também lembrar ao contratante se pode ou não emitir nota fiscal

5. Ofereça referências. Além dos projetos, conte com quem trabalhou. Funciona bastante quando você está sendo contratado por empresas do mesmo setor em que você trabalha. Nestes casos, é comum o cara que vai contratar ter amigos em comum. O Facebook diminuiu os degraus de separação da famosa teoria de 6 para 4,74, lembra?

Agora é só ser contratado, não é mesmo?

Tudo o que apresentamos nesse post são dicas organizacionais. Ao seguir essas dicas, ficará mais claro expor o que você propõe. Utilizando 250g de lógica já deu para perceber que o diferencial, então, está naquilo que você propõe como profissional. Sobre isso, termos vários posts e publicaremos outros mais.

Que tal aproveitar o poder da comunidade e ler os comentários aí embaixo? Pessoal, quem tem mais dicas para esse provável leitor?

zp8497586rq