Nota: Este post apresenta um áudio embedado, que veio de um outro projeto um podcast pessoal que funciona como um protótipo para meu projeto de mestrado, que devo começar ano que vem. Para assinar o programa, ouça onde preferir:


Ouvir no SpotifyOuvir no iPhoneOuvir no Google Podcasts

Sobre esse programa

Neste episódio, procurei fazer uma reflexão a adversidade que pinta de vez em quando. Mas do que isso, quis mostrar como encaramos a sua presença constante em nossas vidas.

Para isso, parti de uma constatação óbvia. Mostrei que uma caminhada deliciosa, inebriante, recompensatória, inesquecível nos parques da Disney e outra, feita dois anos anos e que sim, foi perigosa e tediosa, pelo trânsito pouco convidativo a pedestres; são diferentes.

E, a título de pensamento original, prefiri direcionar a reflexão para outro lado: o que tornaria esses dois momentos iguais? O que faria essas caminhadas representarem, cada uma a seu jeito uma maneira de encarar e vivenciar o mundo do meu tempo? Esse mundo em que eu caí sem aviso e pretendo estar até que não mais esteja?

POIS EU DIGO: A FORMA COMO EU LIDO COM A ADVERSIDADE

Episódio publicado originalmente no Penso#14 do projeto mauroamaral.com. Assine no Spotify para receber atualizações todas as segundas-feiras.