Quer montar um plano de negócios para dar de uma vez aquele “start” na sua empresa? Ótimo, assim você já coloca a sua ideia no papel, acerta tudo que for preciso e consegue iniciar o projeto que até agora é apenas uma mera ideia na sua cabeça.

Mas se quer saber se precisa mesmo dessa estrutura, saiba que a resposta é sim. Caso contrário, pode ter certeza de que terá um trabalho muito maior quando o seu negócio já estiver andando e alguma coisa der errado.

Aliás, com um bom plano de negócios você evita os riscos de ter um problema no futuro, sabe por quê? Porque ele ajuda a estruturar o seu projeto, a dar clareza se o produto ou serviço que pensa em lançar é realmente viável e se a forma que quer oferecê-lo é mesmo a mais assertiva.

Ficou curioso? Então fique por aqui. Nesse artigo você vai saber não só a melhor forma de estruturar o seu plano de negócios, como também todas as vantagens em usar essa estratégia antes de colocar a sua empresa pra rodar.

Aproveite a leitura!

O que é um plano de negócios?

Plano de negócios é um documento que contém a estrutura do projeto que se pretende iniciar.

Ele pode ser tanto usado antes de começar um empreendimento quanto para novas demandas mais complexas dentro das organizações, como a criação de um produto ou a implantação de um sistema.

Existem diversas ferramentas para você usar como modelo de plano de negócios, mas a aposta mais certeira com certeza é o Canvas.

Se ainda não ouviu falar, fique por aqui. Vou explicar mais sobre ele nos próximos tópicos.

Por que fazer um plano de negócios

Você deve fazer um plano de negócios antes de iniciar as atividades da sua empresa pelas seguintes razões:

1 – Testar se a sua ideia é realmente viável

2 – Ter a certeza de quanto recurso precisará para colocar o projeto em prática

3 – Entender de forma ampla o seu negócio e quem é o seu cliente

4 – Dar credibilidade à empresa, em especial se depender de investidores

5 – Conquistar sócios

Você talvez acredite que esse processo é fácil e que pode ser feito de maneira simples e rápida.

Se pensa assim, saiba está enganado. É claro que você não precisa de dias para fazer um modelo de plano de negócio, mas deve sim dedicar algumas horas para realizar esse processo da forma mais cuidadosa possível.

Lembre-se de que é o bom andamento da sua empresa que está em jogo e, caso deixe de identificar algum ponto importante antes de lançar o seu produto ou serviço no mercado, pode ter certeza de que os riscos de problemas e de perdas são infinitamente maiores.

Ainda assim está apreensivo com o tempo que o modelo de plano de negócio vai ocupar? Não se preocupe! No próximo tópico vou contar sobre uma ferramenta muito simples de usar. E o melhor de tudo é que ela é uma das mais assertivas. Acompanhe comigo!

Canvas para plano de negócios

O Business Model Canvas é uma ferramenta que estrutura planos de negócios de maneira muito versátil e prática, permitindo que você visualize os aspectos fundamentais do seu projeto em uma única folha.

Bom, você já entendeu que o Canvas é prático. Agora vou contar por que ele é o mais assertivo entre todas as ferramentas. Imagine estruturar um modelo de plano de negócio que mostre valor para o cliente e não apenas um produto ou serviço? Já pensou no quanto isso pode trazer de resultado para a sua empresa?

Pois é exatamente isso que o Canvas vai proporcionar para quem utilizá-lo como ferramenta de plano de negócios.

Mas e se você usá-lo e chegar à conclusão de que a sua ideia não tem valor para o cliente? Isso será ótimo! Significa que precisará pensar em um outro produto ou serviço, afinal, aquilo que não vende valor, não leva solução e não resolve um problema obviamente não é um negócio sustentável.

Não adianta querer vender alguma coisa que só você vê valor. Para ter resultado ou, melhor dizendo, para ganhar dinheiro e fazer o seu negócio prosperar, você precisa vender um valor.

Em outras palavras, o que o Canvas faz é ajudar a entender se a sua ideia de negócio é sustentável ou não. Se for, ótimo, basta usar a ferramenta para estruturar o plano de negócios, e se não for, ótimo também. É hora de pensar em uma outra ideia.

Mas vamos agora ao que interessa. Para criar um modelo de plano de negócio com o Canvas você precisará utilizar 9 blocos. Juntos eles englobam as principais áreas de uma empresa: oferta, cliente, viabilidade financeira e infraestrutura. Conheça-os:

1 – Segmento de clientes: são os clientes que serão o foco do negócio.

2 – Proposta de Valor: é aquilo que a empresa vai oferecer (serviço, produto ou solução) e que terá valor para os clientes.

3 – Canais: são os meios pelos quais o cliente vai adquirir o seu serviço ou produto.

4 – Relacionamento com clientes: é a forma como a empresa vai estreitar o relacionamento com o público.

5 – Fontes de receita: é a maneira de chegar na receita através da proposta de valor.

6 – Recursos principais: são os meios usados para a realização das atividades-chave

7 – Atividades-chave: são as tarefas que levarão à entrega da proposta de valor.

8 – Parcerias principais: são as atividades-chave que serão feitas por terceiros e também os recursos buscados fora da empresa.

9 – Estrutura de custos: são os custos necessários para que a estrutura do projeto aconteça.

Essas informações com certeza vão te ajudar muito a estruturar o seu plano de negócios e a finalmente tirar a sua ideia da cabeça e colocá-la no papel.

Essa é a maneira mais assertiva de fazer uma empresa funcionar, pois além de estruturar a sua ideia, você ainda terá certeza se o seu produto ou serviço é realmente viável.

O modelo de plano de negócio evita situações tão temidas para a maioria dos empresários: problemas futuros e perda de dinheiro.