featmiz

 

Casos de abusos e ameaças através de aplicativos de celulares vem crescendo constantemente, tornando os usuários mais receosos em relação à privacidade. Em tempos atuais, o sigilo absoluto é algo frágil, fácil de ser quebrado. Qualquer pessoa pode ter acesso a seus dados pessoais através da web. Por isso, todo cuidado é pouco.

Para garantir sua segurança, conte com a ajuda de aplicativos que prometem inibir seu número durante o uso e bloquear usuários intrusos, evitando situações embaraçosas. Confira algumas dicas e proteja-se!

Oculte seu número

Esconder seu número pessoal é a primeira precaução. Por meio das configurações do aparelho celular, é possível ocultar seu número caso necessite realizar ligações para outras pessoas ou empresas.

Há também aplicativos de prestadores de serviço que utilizam o número de celular para realizar cadastros, como os apps de táxi. Mesmo que esse tipo de dado seja obrigatório, pode ser ocultado. No 99Taxis já possui esse serviço. Esse tipo de procedimento evita que o taxista entre em contato com a cliente após a corrida.

No 99Taxis, o procedimento é simples: entre em  “Conta” (que fica localizado no canto superior esquerdo da tela) e clique na primeira opção na qual está escrito o seu nome. Na tela, escolha a opção “editar” e desmarque o campo “Mostrar número ao taxista”.

Esse método foi acrescentado à plataforma após denúncias nas quais alguns taxistas arquivavam o número de telefone de suas clientes, assediando-as através de mensagens e ligações.

Bloqueando usuários intrusos

Após tornar público o caso da jornalista assediada pelo aplicativo Whatsapp por um funcionário de uma empresa de tv a cabo, a população começou a tomar medidas de segurança e privacidade, se esquivando de situações constrangedoras e abusivas.

No Whatsapp, é possível bloquear números desconhecidos que entram em contato. Basta apenas clicar na opção “bloquear” que está no topo da tela. Para bloquear usuários nos quais não deseja mais receber mensagens, vá em “Conta”, clique em “Privacidade” e veja a opção “Bloqueados”. Você pode criar ou editar uma lista de usuários bloqueados.

Fui assediada e quero denunciar. O que fazer?

Guardar as provas do ato é importante, caso denuncie às autoridades. Para isso, é preciso fazer uma captura de tela, o que comprovará o assédio. Em smartphones, a configuração é diferente para cada aparelho. Normalmente, em Android e iOS, é necessário apertar por alguns segundos a tecla “Power” ou menu “Home”. Em dispositivos com Windows Phone, aperte o botão “Mais Volume” e “Power” ao mesmo tempo. Automaticamente, sua imagem será arquivada no albúm de fotos.

Após o procedimento, você pode imprimir e denunciar numa delegacia mais próxima do seu bairro.

Além da captura de tela, a usuária também pode salvar toda a conversa e enviar por e-mail. Para isso, clique no número do contato que cometeu o assédio e visualize a opção “enviar conversa por e-mail”, que fica na parte inferior. O aplicativo enviará todo o histórico em formato .txt, incluindo a data, hora e nome dos usuários envolvidos.

Há também aplicativos que denunciam e auxiliam as vítimas de abuso e violência, como o “Clique180”, onde a usuária pode relatar qualquer tipo de violência; o “For You”, que acolhe meninas que são vítimas de crimes virtuais; e a plataforma Safernet, uma plataforma  de denúncia para qualquer tipo de violência virtual.

Utilizando essas dicas e aplicativos, você ficará mais segura, podendo ajudar também outras vítimas de violência. Previna-se!